Home
História Slowly
YplN
YplN | 🇫🇷 França
Escolha do Editor

Originally written in English. Translated by Matheus Mota Ribeiro ( Math01839 ).

Em 13 de setembro de 2018, há um ano, recebi uma carta. Uma carta simples – mas fofa – sobre alguém que cozinhou muitas panquecas e me convidou para comer um pouco.

Quanto uma vida pode mudar em um único ano? Quando analisado em detalhes, um ano não passa de 9.000 horas; não soa muito, certo?

Sendo tímido, tentei alguns aplicativos para conhecer novas pessoas; não para namorar alguém, mas apenas para conectar um pouco mais. Todos eles antes de Slowly falharam de alguma forma para fazer os relacionamentos funcionarem. Agora, entendo que para conhecer alguém, você precisa de tempo. O tempo é a chave. Nós dois odiamos e amamos as 2 horas e 49 minutos da carta viajando entre nós. Odiava, porque nos afastou um do outro. Amado, porque nos forçou a escrever mais do que apenas uma pequena carta e nos pressionou a sermos mais honestos um com o outro.

Funcionou muito rápido entre nós: em menos de uma semana, estávamos constantemente enviando cartas um para o outro. Apesar desse tempo de viagem, ela sempre estava lá para mim, e espero estar sempre lá para ela.

Havia muitas razões pelas quais isso poderia não ter funcionado entre nós, mas passamos pela maioria delas notavelmente facilmente.

Primeiro, a língua: ela é italiana, eu sou francesa, então conversamos em inglês. É difícil de explicar para pessoas que nunca viveram, mas a primeira vez que você ouve a voz da pessoa com quem conversou por meses é verdadeiramente única. Você sente esse tremendo alívio quando sabe que pode entender o sotaque dela e ela pode entender o seu. Então, você descobre pela primeira vez como pronunciar o nome dela, esse mesmo nome que você já repetiu um milhão de vezes em sua cabeça, para si mesmo – e mal.

Segundo, a distância: depois de alguns meses, ela sugeriu que eu viesse. Eu estava tão aterrorizada quanto animada. Ela pegou um avião e dirigiu 200 km de carro para me ver … eu? Apenas eu? Ela fez o que eu desejava basicamente durante toda a minha vida, mas finalmente cheguei a pensar que não merecia essa atenção. Não consigo imaginar a coragem necessária para essa mudança; Estou tão feliz que ela fez isso. Antes de nos ver, minha cabeça estava uma bagunça: “ E se ela não gostar de mim? Ela gostou de mim. “ E se eu não gostar dela? Eu gostei dela. “ E se houver espaços em branco na conversa? Havia, mas esses espaços em branco estavam cheios de olhares ternos, sorrisos reais e pura felicidade. Era tão óbvio entre nós; começamos a namorar.

Desde então, nos víamos pelo menos uma vez por mês. Contamos todos os dias restantes antes do próximo momento que vemos, porque cada vez é melhor que o anterior. Posso afirmar facilmente que estou passando os melhores dias da minha vida com ela ao meu lado. Tudo é mais simples com ela; a vida é linda quando ela está por perto. Juntos, criamos uma bolha ao nosso redor; apenas nós dois.

Faz um ano hoje, um ano de risadas, de lágrimas felizes quando nos conhecemos, de lágrimas tristes quando partimos. Um ano de memórias juntos, de abraços, de beijos, de sorrisos, de cartas, de nós. A carta que ela enviou mudou profundamente nos dois. Ela é tão inteligente, será possível que já adivinhou o que aconteceria este ano?

Tudo, desde uma simples carta – mas fofa – sobre panquecas para dois. Ela sabia que poderia compartilhar mais do que apenas panquecas? Uma coisa é certa: exatamente uma carta de um ano, espero por ela na estação. Com panquecas, obviamente.

YplN

PS: Eu amo você, Lili.

 Envie sua história

SLOWLY

Conecte-se com o mundo agora!

SLOWLY ajudou 3,191,000 usuários construindo mais de 14,484,000 amizades.